Café com tradução

From TradWiki 2.0
Jump to navigation Jump to search

No dia três de novembro de 2013, um grupo de tradutores se encontrou para tomar café e conversar sobre tradução em São Paulo.

Os vídeos das palestras podem ser vistos em http://new.livestream.com/accounts/5152231/events/2518105.


Tradução literária: erros e acertos? - Petê Rissatti, Flávia Souto Maior, Carolina Coelho[edit | edit source]

Carol "Na verdade, a tradução aprende-se traduzindo. Não quer isto dizer que não se deva meditar o assunto por escrito; apenas que não se pode esperar de um manual de tradução a precisão e a eficácia de um tratado de Óptica ou de Geometria". Paulo Rónai, "As falácias da tradução", in [A tradução vivida]. Avaliação objetiva do erro. Conforme Paulo Henriques Britto, em A tradução literária: “…não só podemos como devemos avaliar criticamente traduções com um certo grau de objetividade.” … “a tradução é uma atividade humana prática e não um fenômeno natural: ou seja, é algo de natureza semelhante à aviação ou à medicina, e não à linguagem humana ou à fisiologia dos mamíferos.”

Erros:

  • Registro - livro infanto juvenil com registro formal.
  • Contexto - uso de termos não consagrados, common law - direito comum/consuetudinário
  • Moleskine - caderno de couro de toupeira...
  • Translation is a puzzle...

Petê

  • Comparação de textos de dois testes aprovados em uma editora.
  • Comparador [1]
  • Alinhados por parágrafos para compensar diferenças.

Comparação completa: [[2]]

Flávia

  • Não existe um único caminho, mas é preciso escolher um caminho.
  • Reproduzir a experiência de leitura.
  • Recomendação ao bom tradutor/preparador
  • Interesse diversificado.
  • Tradutor literário é um pouco tradutor técnico.
  • Reproduzir a precisão e estilo do autor.

--Ex.: Kafka tísico - texto cheio de vírgulas no alemão, precisou ser reproduzido no português. --Infanto-juvenil, poemas, naturalidade. --Call - visita rápida, século XIX

Ponte de Letras – Blog de tradução literária pontedeletras.wordpress.com | facebook.com/pontedeletras


Dicas práticas de português (não só) para tradutores – Cláudia Mello Belhassof[edit | edit source]

Cláudia Mello Belhassof Preparadora e tradutora desde 2002

  • Possuir x ter
  • Ser capaz x Poder x Conseguir
  • Ter a perna quebrada X Quebrou a perna
  • Formas impróprias correntes no jornalismo
  • Mesmo não é pronome.
  • Às vezes é seis, às vezes é meia dúzia.
  • Excesso de então.
  • Futuro simples
  • Gerúndio x Gerundismo
  • Ter x Estar
  • Adjetivo - cores
  • Pontuação
  • De encontro x Ao encontro
  • Porque x Por que x Por quê x Porque - Why ; Because ; Pois

Referências diversas Contato claudia.mello@gmail.com facebook.com/claudiamello www.claudiabelhassof.com.br [3]

Interoperabilidade entre Studio e memoQ – Adriana Sobota e Val Ivonica[edit | edit source]

Val

  • Trados ainda é o mais pedido, mas não necessariamente o melhor
  • Ferramentas melhores
  • Podemos usar a ferramenta que nos é mais favorável
  • Cabe a nós aprender o que nos favorece e entregar ao cliente o que ele quer
  • Cliente não sabe a diferença entre o trabalho feito numa ou noutra
  • Temos que investir na nossa produtividade

Adriana

  • Cliente pede que as ferramentas sejam da família SDL
  • Multiplicidade de ferramentas pode ser problemática
  • Abertura e conversão do pacote Studio e importar arquivos da pasta tradução e posterior exportação
  • Trados - uso visível do Google Translator (AT)
  • MemoQ não indica o uso de tradução por máquina (desde que haja edição, comentário de Ricardo Souza)

Val

  • Importação de TTX - pré-segmentação no Trados; importa e abre arquivo no MemoQ; exportar ao final já no formato final de entrega.
  • Problemas eventuais de arquivos com erros de preparação, na geração do arquivo de texto para tradução.
  • A má preparação perde matches da memória

Adriana

  • Problemas com tags pela importação de TMs
  • Precisa ter o Studio
  • Projetos com centenas de arquivos TTX, mais seguro passando pelo Stúdio
  • Cria projeto no Studio e importa arquivos na pasta PTBR (ou outra)
  • Importa arquivos no memoQ e cria View e usa os recursos de filtragem e todas as vantagens do memoQ
  • Arquivos Idiom - Exporta XLZ e importa no memoQ e exporta de volta; (problemas em arquivos grandes?)
  • Passolo - exportar arquivos para xlf ou ttx; macro do Passolo para conversão
  • Catalyst - não há conversão conhecida
  • Exportação "universal" - formato XLF
  • Cliente pede arquivo entregue em formato unclean - pode ser exportado direto do memoQ
  • Interoperabilidade com revisor - Exportar arquivo bilíngue em tabela para o revisor trabalhar no Word

Games: um setor em crescimento e cuja tradução não é brincadeira – André Faure[edit | edit source]

  • Tradução/localização de games
  • Gamehouse - 4 jogos por semana
  • Mercado de games - oportunidade para tradutores, mercado multibilionário
  • Crescimento exponencial, principalmente no Brasil
  • Maior receita do que o cinema
  • O que são jogos. Tipos variados de plataformas, diferentes gêneros, público; jogabilidade; interação
  • Quem é quem: desenvolvedor, publisher, distribuidor, varejista, jogador: A tradução atende a todos eles. Normalmente a demanda surge do publisher.
  • Localização x Tradução: Quanto mais localizado, maior renda.
  • Localização precisa ser incluída desde o princípio do projeto
  • BRICs - idiomas com maior demanda. Brasil é o 3o. mercado de localização de jogos no mundo
  • CAT tools - essenciais, interface de tradução complexa
  • Cases - SEO, search engine optimization - Sudoku e Mahjong - Otimização da colocação dos sites no Google


ProMTo, aprenda a usar tradução automática! – William Cassemiro[edit | edit source]

Apresentação disponível em: http://williamcassemiro.wordpress.com/ Dúvidas: mt_do_cafe@williamcassemiro.trd.br

  • Dan Newland - contra automação
  • Ricardo Souza - ter a própria ferramenta "em casa" (local)
  • Por que comprar. Tudo é pOago de algum jeito.
  • Contrato do Google - licença mundial para uso do conteúdo fornecido "gratuitamente" por você
  • Grande interesse do mercado em MT
  • Como ganhar mais $ com isso
  • Mudança no fluxo de trabalho
  • Modelos de MT: Example basede / Statistical / Rule based (personalizada)
  • Inclusão da TM no sistema (Cat tool)
  • Preparação e metodologia (divisão do trabalho em blocos) de trabalho específica para o ganho de produtividade posterior
  • Melhoria de 20% a 30% de produtividade
  • MT - Promt - personalizável, importação de glossários do usuário
  • Onde entra a CAT tool no processo: memoQ, importação mais fácil de glossários e TMs
  • Características específicas do glossário - noções de terminologia
  • Importação dos termos pode ser automática ou interativa, conforme estilo pessoal
  • Regras: o Promt tem grande flexibilidade de definição de regras conforme o pdrão de estilo usado
  • Preparação do texto: limpeza (tags), corretor ortográfico, pacotes (1k a 2k palavras)
  • A boa preparação faz a ferramenta funcionar melhor
  • Ferramentas para lapidação do texto

Conexão Humana - Relevância dos talentos “humanos” do tradutor em uma profissão cada vez mais automatizada. – Ricardo Souza[edit | edit source]

  • Tradução faz parte da natureza humana, como respirar
  • Tradutor profissionalizou a habilidade inata de traduzir
  • Sapir/Whorf - Hipótese de Sapir/Whorf - A estrutura da língua/idioma afeta a visão de mundo dos falantes
  • Nível de automação da tradução é crescente, em todas as áreas
  • Automação seria solução para preço, qualidade (conforme estabelecida pelo mercado) e prazo
  • Profissionais devem se adequar aos processos
  • Automação dos processos leva à automação dos comportamentos
  • Perigo: Automatismo da relação com clientes e colegas
  • Desenvolvimento de habilidades interpessoais: construção de bons relacionamentos pessoais de maneira consciente e profissional
  • Objetivos específicos: melhoria da vida profissional com colegas e clientes
  • Identificar pontos de aperfeiçoamento, estabelecer relacionamentos harmoniosos, cuidado com a comunicação, trabalho em conjunto, resolver e não agravar conflitos, ouvir e ler com atenção, bom humor e leveza
  • Chega de mimimi!
  • Linguagem humana reflete a natureza humana. Nossos produtos são humanos
  • Idioma é fruto e fonte de cultura
  • Valores humanos conduzem os rumos da tradução e nosso relacionamento com a tecnologia
  • Automação reflete suas carências. A tradução automática se sobrepõe às nossas carências
  • Sistemas automatizados não substituem a interação humana

Dome o Xbench e outras dicas para QA – Adriana Sobota[edit | edit source]

Karel Sobota

  • Tradução não se encerra no corretor ortográfico
  • Validações diversas, ferramentas de controle da qualidade (consistência...)
  • XBench - Pesquisa e QA (Quality Assurance)
  • Assinatura anual: 99 EUR
  • Dezenas de formatos de arquivo de CATs e texto: pesquisa, exportação, QA
  • Diversas opções de pesquisa, com diferentes níveis de complexidade
  • Exportação em diversos formatos
  • QA: consistência da tradução dos segmentos, tags, números, duplo espaço, palavras repetidas, adesão aos glossários, personalização, ortografia (hunspell)

TradWiki – A enciclopédia de tradução feita por tradutores – Daniel Estill[edit | edit source]

Uma enciclopédia de tradução para tradutores, por tradutores & simpatizantes

Como foi mesmo que nasceu este evento?[edit | edit source]

  • Vamos almoçar em SP?
  • Alguém mais quer vir almoçar em SP?
  • Já que vem mais gente, vamos falar de tradução?
  • Já que vamos falar de tradução, vamos chamar mais gente?
  • Já que vamos chamar mais gente, vamos alugar um espaço?
  • Já que vamos alugar um espaço, vamos fazer num hotel?
  • Já que vamos fazer num hotel, vamos chamar de congresso?
  • E aqui estamos, com um imenso desejo de se conhecer e aprender uns com os outros.

Com um wiki, não é diferente.

  • Wiki! Wiki! Urra!

Coletivo! Aberto! Plural! e Protegido!

Nosso mercado - (In)Formação[edit | edit source]

  • Poliglotas autodidatas
  • Cursos livres
  • Graduação
    • Pós-graduação
  • Lato sensu
  • Extensão
  • Redes sociais
  • Blogues
  • Sites pessoais
  • Sites profissionais
  • Proz
  • Aulavox
  • Webinars
  • Clientes
  • Colegas
  • 'Onde mais?

Formato Wiki[edit | edit source]

Coletivo e individual:[edit | edit source]

  • Aberto à colaboração de qualquer pessoa, seja para criar um artigo novo, ou para revisar e melhorar artigos existentes.

Anônimo e assinado:[edit | edit source]

  • Nome real, pseudônimo, número do IP – mesmo colaborando sem se identificar, o conteúdo é facilmente controlável. (Vide Wikipedia)

Aberto e fechado:[edit | edit source]

  • Aberto à contribuição de qualquer pessoa, o sistema se autorregula e protege de maneira impressionante.
  • Existem diversos dispositivos de controle, desde restrições administrativas até as correções pelos próprios colaboradores.
  • Pontos de vista divergentes convivem no artigo

-Página de discussão -Página de histórico

TradWiki[edit | edit source]

  • O Tradwiki atende a todos os públicos ligados à tradução
  • É um centro dinâmico de referência, com informações em múltiplos níveis
  • Orientações práticas sobre ferramentas
  • Artigos profundos sobre pesquisas acadêmicas
  • Etc
  • Aceita toda e qualquer contribuição
  • Aceita toda e qualquer revisão
  • Amplo controle de versões

TradWiki[edit | edit source]

  • Nascimento: 16 de maio de 2013
  • Em 3 de novembro de 2013
  • Total de artigos: 72
  • Total de usuários registrados: 98
  • Total de usuários “autores”: 34
  • Grupo do Facebook: 203 membros, entre curiosos, interessados, aleatórios.

Atualmente é preciso se registrar e ser autorizado para criar e modificar artigos. Essa restrição será revogada quando o site estiver mais estável.

Tradwiki Tour[edit | edit source]

  • Página principal
  • Conteúdo geral
  • Inscrições (solicitar autorização para criar/editar artigos)
  • Mudanças recentes

==='O que temos pela frente Tudo!

  • Familiarização com a plataforma
  • Formação de equipe de desenvolvimento
  • Administradores
  • Editores
  • Criação de identidade visual (logomarca, layout, navegação)
  • Divulgação! Divulgação! Divulgação!

Por quê?[edit | edit source]

  • Investimento na profissão com o desenvolvimento de um site informativo, estável, dinâmico e confiável
  • TODOS ganham com informação de qualidade disponível - além do investimento em nossa formação pessoal, ganhamos quando nossos colegas/concorrentes também se qualificam
  • Visibilidade para o público geral sobre a natureza e complexidade de nossa profissão

O formato Wiki é a melhor plataforma para concentração e disseminação de informações de qualidade

TEMPO & AÇÃO[edit | edit source]

- O Efeito Espectador é um fenômeno estudado pela psicologia social. Ocorre quando as pessoas não oferecem ajuda a uma vítima na presença de outros espectadores. A probabilidade de alguém ajudar é inversamente proporcional ao número de pessoas presentes. Em outras palavras, quanto mais gente, menos provável que alguém aja. (http://en.wikipedia.org/wiki/Bystander_effect)

  • Brasileiramente conhecido como o efeito “Deixa que eu deixo”.
  • As coisas não acontecem se EU (você mesmo!) não agir
  • Nosso tempo é determinado por nosso desejo
  • Meia hora por dia, semana, mês, doada ao TradWiki

Considere: que retorno a longo prazo um pequeno investimento de tempo no Tradwiki — diário ou semanal — pode trazer para você e todos nós?

Tradwiki é aprendizado e doação consequente[edit | edit source]

O que você já pode fazer[edit | edit source]

  • Falar do Tradwiki em seu blogue pessoal
  • Incluir links no seu blogue para o Tradwiki e no Tradwiki para o seu blogue
  • Inscrever-se e contribuir com artigos novos e atualizações
  • Entrar em contato para participar do desenvolvimento e organização do projeto

Daniel Estill daniel.estill@arquitexto.com.br Skype: destill

Pablo Cardellino pablocardellino@gmail.com