Dublagem

From TradWiki 2.0
Jump to navigation Jump to search

A dublagem, ao contrário da legendagem, que envolve uma tradução da fala para a escrita, é a tradução oral da língua oral. Ela requer a substituição da voz de cada personagem que aparece na tela pela voz de um ator, exigindo uma sincronia labial rígida para poder parecer natural ou autêntica. Para isso, a tradução precisa corresponder, o máximo possível, aos movimentos labiais do falante na tela. Além disso, deveria haver uma equivalência rígida, apesar de fácil alcance, de características extralinguísticas de voz, principalmente no gênero e na idade. A combinação de outras marcas de linguagem, tais como, personalidade, classe e etnia, é mais difícil porque estas características não são universalmente disponíveis ou comparáveis. Outro requisito para uma dublagem sair bem feita, é a compatibilidade da voz do dublador com as expressões faciais e corporais visíveis na tela. O sincronismo labial, geralmente, é visto como o maior constrangimento numa tradução precisa, porque devido a enorme diferença entre duas línguas, por mais que sejam próximas como o espanhol e o português, é difícil encontrar palavras que combinem perfeitamente com o movimento labial, ainda mais quando o falante aparece em close. Contudo, uma tradução palavra-por-palavra ou frase-por-frase, não é necessária, devido a essa diferença. O sincronismo labial poder ser mais bem executado com uma tradução mais pragmática orientada pela trama. Se a meta da tradução é transmitir a harmonia geral da cena em vez de procurar um significado em cada frase, o tradutor terá mais liberdade de procurar uma equivalência, não só do significado de uma palavra ou frase, mas também do gênero, qualidade textual e contexto cultural. Essa abordagem é coerente com as alegações da pragmática, um novo campo de estudo que examina o uso da linguagem na interação social. (Luyken 1991:162-65). Em todo caso, seria mais realista ver a dublagem, assim como outras formas de transferência da linguagem, como uma atividade que envolve uma recriação do texto original. (Amir Hassanpour, intelectual curdo)