Intermediário

From TradWiki 2.0
Jump to navigation Jump to search

Intermediário é aquele que liga as partes de um negócio. Na tradução, tomada no seu sentido lato, que inclui a interpretação, é aquele que faz a ligação entre o tomador do serviço, conhecido como “cliente final” e o prestador do serviço, no nosso caso, conhecido como “tradutor” ou “intérprete”.

O intermediário é uma figura importante em todo mercado, como o nosso, em que:

  • Há uma grande quantidade de prestadores de serviço pessoas físicas, muitos deles altamente especializados, todos pequenos demais para divulgarem seus serviços de maneira a atingir o mercado comprador como um todo.
  • Há uma quantidade igualmente grande de tomadores de serviço também altamente especializados, sem o conhecimento do mercado necessário para localizar esses profissionais ou para coordenar seus esforços, quando é necessário organizar uma equipe.

O intermediário, no mercado de tradução, varia, imperceptivelmente, desde o tradutor pessoa física que se vê a braços com um pico de serviço que divide com um colega ou que procura alguém de uma língua que não saiba traduzir, a pedido de um cliente, até as grandes empresas cotadas em bolsa, que mantêm escritórios em várias partes do mundo e uma enorme equipe administrativa.

A atuação do intermediário também varia muito. Num extremo, simplesmente repassa o que recebeu do tradutor para o cliente final, sem nem olhar. Este é o caso, por exemplo, do tradutor de inglês que não sabe uma palavra de alemão e repassa uma tradução de alemão a um colega, a pedido de um cliente. Ao receber a tradução pronta, repassa ao cliente sem maior exame. No outro extremo da gama está a grande empresa que presta diversos serviços agregados, tais como revisão e até editoração eletrônica. Muitas vezes, o intermediário coordena uma equipe de profissionais cujo porte varia muito.

O intermediário normalmente retém uma parte do que recebe do cliente final, como remuneração pelo tempo em que deixa de traduzir para servir de elo de ligação, de coordenador, revisor ou para desempenhar outras tarefas que se façam necessárias, para ressarcir-se de suas despesas e auferir lucro.

Alguns intermediários prestam serviços a outros intermediários, o que leva a duas retenções e, portanto, à redução do valor disponível para remunerar o prestador do serviço. Isso acontece, por exemplo, quando um grande intermediário internacional aceita um serviço numa língua para a qual não dispõe de pessoal e repassa a um ou mais intermediários nacionais, que redistribuem o serviço a tradutores locais.

A intermediação varia de totalmente informal até altamente formalizada. Alguns intermediários simplesmente pagam os tradutores sem documentação alguma, enquanto outros exigem a documentação preconizada em lei.