LIBRAS

From TradWiki 2.0
Jump to navigation Jump to search

[Da Wikipedia]. http://pt.wikipedia.org/wiki/Libras

A língua brasileira de sinais (Libras) é a língua natural de modalidade visual-espacial pois a informação linguística é recebida pelos olhos e produzida pelas mãos. Utilizada no Brasil pela maioria dos surdos dos centros urbanos brasileiros, foi reconhecida pela Lei nº 10.436 de 2002. É derivada tanto de uma língua de sinais autóctone quanto da língua de sinais francesa, por isso apresenta similaridades com outras línguas de sinais da Europa e da América.

A Libras não é a simples gestualização da língua portuguesa, e sim um sistema de signos linguísticos, com gramática própria. Também atribui-se às línguas de sinais o status de língua possuem níveis linguísticos (fonológico, morfológico, sintático e semântico). As línguas naturais são compostas por itens lexicais. Nas línguas orais-auditivas tem-se as palavras e nas línguas sinalizadas, são denominados sinais. Os sinais surgem da combinação de configurações de mão, movimentos e de pontos de articulação — locais no espaço ou no corpo onde os sinais são feitos, os quais, juntos compõem as unidades básicas dessa língua. Assim, a Libras se apresenta como um sistema linguístico de transmissão de idéias e fatos, oriundos de comunidades de pessoas surdas do Brasil. Como em qualquer língua, também na libras existem diferenças regionais. Portanto, deve-se ter atenção às suas variações em cada unidade federativa do Brasil. Importante saber que a Língua de sinais não é universal, visto que cada país possui a sua própria língua.

Apresenta cinco parâmetros, que correspondem aos aspectos fonológicos da Libras:

- Configuração de mãos: as várias formas que a mão adquire durante a realização dos sinais;
- Ponto de articulação: é o lugar onde incide a mão predominante configurada, ou seja, local onde é feito o sinal, podendo tocar alguma parte do corpo ou estar em um espaço neutro;
- Movimento: os sinais podem ter um movimento ou não;
- Expressão facial/corporal: as expressões faciais/corporais são de fundamental importância para o entendimento real do sinal, sendo que a entonação em língua de sinais é feita pela expressão facial;
- Orientação/Direção: os sinais têm uma direção com relação aos parâmetros acima.