Transcriação

From TradWiki 2.0
Jump to navigation Jump to search

Segundo Haroldo de Campos, poeta e tradutor brasileiro, traduzir é muito mais do que transportar o texto de um idioma para outro. Assim, traduzir é muito mais do que recriar o texto com o mesmo sentido, mas transcender o sentido das palavras e alcançar o objetivo a que o texto original se propunha.

Ao processo para a criação de um texto novo, a partir de um original, que mantém os objetivos de um determinado texto — tanto em relação ao conteúdo, quanto à forma e à "sensação" ao leitor — recebe o nome de transcriação.

Por exemplo: um poema muitas vezes tem elementos estruturais — como ritmo e combinações sonoras (rimas, assonâncias, etc) — que podem ser mais importantes do que a semântica das palavras. Aí está a transcriação.

Transcriar é traduzir com o intuito de criar um texto novo a partir do original, levando em consideração o objetivo a que o original se designava, dotando o tradutor/transcriador de liberdade criativa para criar algo novo — contanto que o objetivo do original seja alcançado.

O trabalho de transcriação é usado em diversos segmentos, com destaque para o marketing, que se vale de equipes especializadas para avaliar o mercado a que um texto ou produto se destina, e cria um slogan ou nome de produto a partir desta análise. Outras áreas que merecem destaque são a tradução literária e a localização de jogos.

O ponto em comum entre essas áreas é que todas têm objetivos estéticos — e não meramente informativos — e são usadas principalmente para causar uma sensação ao usuário da tradução, seja influenciando na percepção de um produto, emocionando o leitor de um livro ou empolgando e fazendo rir um jogador.